Orixás

Na Umbanda os Orixás são energias, forças da natureza que estão presentes em todos os lugares, influenciando as pessoas e irradiando energias que mantém o equilíbrio natural dos elementos em relação ao universo.

Uma interpretação mais objetiva coloca os Orixás como energias emanadas da divindade, como subdivisões da unidade perfeita de Deus e não, como muitos pensam, como espíritos que progrediram muito espiritualmente, não necessitando mais do processo reencarnatório, e que para darem continuidade no seu progresso espiritual possuem como missão organizar e orientar uma rede de espíritos com menos progresso espiritual do que eles, ajudando-os a progredirem espiritualmente. Estes espíritos são, na verdade, os guias espirituais.

Cada pessoa está ligada a um desses Orixás e suas características são encontradas em seus filhos, seja na forma física ou, mais evidente, nas características psicológicas e comportamentais a qual a pessoa está relacionada.

Característica dos filhos de Orixás na Umbanda:

Oxalá – O arquétipo de personalidade dos filhos de Oxalá é aquele das pessoas calmas e dignas de confiança; das pessoas respeitáveis e reservadas, dotadas de força de vontade inquebrável que nada pode influenciar. Em nenhuma circunstância modificam seus planos e seus projetos, mesmo a despeito das opiniões contrárias, racionais, que as alertam para as possíveis conseqüências desagradáveis dos seus atos. Tais pessoas, no entanto, sabem aceitar, sem reclamar, os resultados amargos daí decorrentes.

Dia da semana: Sexta-feira ou domingo.
Saudação: Êpa Êpa Babá ! (Viva o Pai).
Sincretismo: Jesus Cristo, N.Sr. do Bonfim.

Elemento: Ar. (céu e atmosfera).
Algumas ervas: Tapete de Oxalá (Boldo), Saião (Folha da fortuna), Folha da costa, Malva branca, Cana-do-brejo, Rosa branca.

Símbolos: Oxaguian, espada e “mão de pilão” em metal branco. Oxalufã, opaxorô, cajado de prata, chumbo ou metal branco.

Bebida: Água
Comida: Canjica Branca
Vela: Branca

Yemanjá –  As filhas de Iemanjá são voluntariosas, fortes, rigorosas, protetoras, altivas e, algumas vezes, impetuosas e arrogantes; têm o sentido da hierarquia, fazem-se respeitar e são justas, mas formais; põem à prova as amizades que lhes são devotadas, custam muito a perdoar uma ofensa e, se a perdoam, não a esquecem jamais. Preocupam-se com os outros, são maternais e sérias. Sem possuírem a vaidade de Oxum, gostam do luxo, das fazendas azuis e vistosas, das jóias caras. Elas têm tendência à vida suntuosa mesmo se as possibilidades do cotidiano não lhes permitem tal fausto.

Dia da semana: Sábado.
Saudação: Odoiá.
Sincretismo: Nossa Senhora da Glória no Rio de Janeiro, Nossa Senhora dos Navegantes no Rio Grande do Sul e Bahia e Nossa senhora da Conceição em São Paulo.
Símbolos: Um leque chamado abebé contendo uma sereia.

Elemento: Água.

Algumas ervas: Folha de alfazema, folha de colônia, pariparoba, rosa branca.

Bebida: Champagne Branca
Comida: Manjar de côco
Vela: Azul

OgumO arquétipo dos filhos de Ogum é o das pessoas violentas, briguentas e impulsivas, incapazes de perdoarem as ofensas de que foram vítimas. Das pessoas que perseguem energicamente seus objetivos e não se desencorajam facilmente. Daquelas que nos momentos difíceis triunfam onde qualquer outro teria abandonado o combate e perdido toda a esperança. Das que possuem humor mutável, passando de furiosos acessos de raiva ao mais tranqüilo dos comportamentos. Finalmente, é o arquétipo das pessoas impetuosas e arrogantes, daquelas que se arriscam a melindrar os outros por certa falta de discrição quando lhes prestam serviços, mas que, devido à sinceridade e franqueza de suas intenções, tornam-se difíceis.

Dia da semana: Terça-feira.
Saudação: Ogum ê.
Sincretismo: Em São Paulo é São Jorge – 23/04 e na Bahia é Santo Antônio – 13/06.

Símbolos: Espada, lança.

Elemento: Fogo.

Algumas Ervas: Espada de São Jorge, Abre caminho, Arruda, Folha de Seringueira.

Bebida: Cerveja branca
Comida: Frango Assado
Vela: Vermelha

Oxossi – O arquétipo dos filhos de Oxossi é o das pessoas espertas, rápidas, sempre alerta e em movimento. São pessoas cheias de iniciativa e sempre em vias de novas descobertas ou de novas atividades. Têm o senso da responsabilidade e dos cuidados para com a família. São generosas, hospitaleiras e amigas da ordem, mas gostam muito de mudar de residência e achar novos meios de existência em detrimento, algumas vezes, de uma vida doméstica harmoniosa.

Dia da semana: Quinta-feira.
Saudação: Okêaro!
Sincretismo: São Sebastião

Símbolos: O arco e a flecha de ferro fundido

Elemento: Terra.
Algumas ervas: Folha de guiné, peregum, alecrim do cruzamento, manjericão, samambaia, etc.

Bebida: Vinho Tinto
Comida: Mandioca com mel, milho cozido, frango assado, frutas
Vela: Verde

Xangô – O arquétipo dos filhos de Xangô é aquele das pessoas voluntariosas e enérgicas, altivas e conscientes de sua importância real ou suposta. Das pessoas que podem ser grandes senhores, corteses, mas que não toleram a menor contradição, e, nesses casos, deixam-se possuir por crises de cólera, violentas e incontroláveis. Das pessoas sensíveis ao charme do sexo oposto e que se conduzem com tato e encanto no decurso das reuniões sociais, mas que podem perder o controle e ultrapassar os limites da decência. Enfim, o arquétipo de Xangô é aquele das pessoas que possuem um elevado sentido da sua própria dignidade e das suas obrigações, o que as leva a se comportarem com um misto de severidade e benevolência, segundo o humor do momento, mas sabendo guardar, geralmente, um profundo e constante sentimento de justiçadas.

Dia da semana: Quarta-feira
Saudação: Caô Cabiecilê!
Sincretismo: São Jerônimo – comemorado no dia 30 de setembro e também São João Batista (24.6) e São Pedro (29.6).

Símbolos: O oxé, machado de lâmina dupla feita em pedra e a pedra de raio.

Elemento: Fogo.
Algumas ervas: Folha de fumo, taboa, jatobá.

Bebida: Cerveja preta
Comida: Acém com Quiabo
Vela: Marrom

Iansã – O arquétipo de Iansã é o das mulheres audaciosas, poderosas e autoritárias. Leais e fiéis em certas circunstâncias, mas quando contrariadas podem se rebelar manifestando extrema cólera. Temperamento sexual e voluptuoso que podem levá-las a freqüências aventuras amorosas extraconjugais sem reserva nem decência.

Dia da semana: Quarta-feira.
Saudação: Eparrei Oiá!
Sincretismo: Santa Bárbara, comemorado dia 4 de dezembro.

Símbolos: Chifres de búfalo e um alfaje.

Elementos: Fogo.
Algumas ervas: Aguapé (gigoga vermelha), espada de Iansã, carqueja, folhas de bambu.

Bebida: Vinho Branco Doce
Comida: Farinha de milho com azeite de dendê e mel.
Vela: Amarela

Oxum – Orixá do Amor tem comportamento emocional e social, tanto quanto físico bem distintos. O Arquétipo de Oxum é o das mulheres graciosas, com paixão pelas jóias, perfumes e vestimentas caras. Símbolos de charme e beleza, porém mais reservadas do que as do tipo Iansã.

Dia da semana: Sábado.
Saudação: Ora iêiê ô !
Sincretismo: Nossa Senhora Aparecida (12 de Outubro)
Nossa Senhora da Conceição (08 de Dezembro).

Símbolos: leque (abebé) com estrela e espelho.

Elemento: água.

Algumas ervas: catinga de mulata, oriri, malmequer, jasmim.

Bebida: Vinho Branco Doce
Comida: Canjica Amarela
Vela: Rosa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: